john-price-27868-e1522208759854

Foto de: John Price em Unsplash

Recentemente, na conferência “Together for the Gospel”, em Louisville, KY, tive a alegria e o privilégio de acompanhar 12 mil participantes, enquanto eles adoravam a Deus com canções.

A visão e o som de louvar a Deus, juntamente com mais de 10 mil outros crentes, é bastante avassaladora. Mas podemos experimentar algo semelhante com uma multidão menor. Muitas vezes somos profundamente afetados pelo canto em uma conferência, retiro ou evento de adoração. Tanto é assim que se reunir com sua igreja no domingo parece uma grande decepção.

Por que a adoração na música que experimentamos em um evento não é traduzida para a manhã de domingo?
Devemos esperar que isso aconteça?
As igrejas locais podem aprender com os eventos de adoração?
A melhor adoração ocorre fora do culto de domingo de manhã?

Em outras palavras, a adoração precisa da igreja? Eu pude discutir estas e outras perguntas com alguns amigos – Keith Getty, HB Charles, Jr., Matt Boswell e Matt Westerholm – em uma pausa da conferência T4G. Eu queria explorar a relação entre adorar junto com um grupo de pessoas que você não conhece em um evento e adorar com sua igreja no domingo de manhã.

Eu listei muitos dos pontos que conversamos (e alguns que não conseguimos) abaixo. Alguns deles são direcionados para os líderes, outros para os participantes.

Benefícios de “eventos de adoração”

1. Novas músicas– Os eventos podem nos apresentar músicas que não ouvimos e nos informar como é cantá-las com um grupo.
2. Inspiração– Ver músicos qualificados e bem ensaiados pode motivar-nos a fazer melhor o que fazemos com a igreja.
3. Avaliação – Observar os outros pode servir como um padrão para avaliar algumas das nossas próprias práticas.
4. Antecipação – Podemos obter um antegosto de adorar a Deus com pessoas de todas as tribos e nações nos novos céus e nova terra.
5. Evangelismo – Alguns incrédulos que não entrariam pela porta da igreja podem aparecer em um evento.
6. Encontro – Eventos são mais uma ocasião para o Espírito de Deus trabalhar nos corações de seu povo.
7. Exposição– Podemos nos mover além da mentalidade pequena de que nossa igreja ou denominação é a única que busca glorificar a Deus.

Mas com tudo o que há para elogiá-los, os momentos de louvor musical fora da igreja local podem ter algumas desvantagens.

Desvantagens dos “eventos de adoração”

1. Liturgia – Considerações pragmáticas muitas vezes conduzem as “liturgias” de conferências e eventos mais do que preocupações pastorais ou bíblicas. É imprudente e às vezes prejudicial quando as igrejas optam por conduzir suas reuniões no domingo de manhã a partir desses eventos.
2. Brevidade – Um evento vespertino ou de fim de semana, apesar de impactar, nunca pode substituir o ministério contínuo, de semana a semana, que acontece ao longo do tempo no contexto de uma igreja local.
3. Personalidade – As pessoas podem participar de eventos principalmente para ver a banda ou o artista, contribuindo para uma cultura mais baseada em fãs do que baseada em fidelidade.
4. Fama – Para aqueles que lideram, existe uma tensão inerente entre auto-promoção ou benefício próprio e servir os outros para a glória de Cristo. Jovens músicos zelosos podem assumir que tocar para uma multidão é um melhor uso de seus dons do que tocar para sua igreja.
5. Irrealidade – Podemos experimentar altos emocionais em eventos por várias razões que nos levam a pensar que os domingos deveriam ter o mesmo efeito.
6. Supervisão – Promotores, agentes, executivos de gravadoras e outros podem ter mais a dizer sobre as canções que são cantadas do que sobre um pastor.
7. Escritura– Os eventos não são necessariamente dirigidos ou ligados à Palavra de Deus, que é o principal meio pelo qual Deus se envolve conosco quando nos reunimos (Êxodo, 20; Êx 34.4-7; Deuteronômio 27.1-7). 8; 2 Cr 31: 2-4; Sal. 119; Mt 15: 3-9; Ato 13: 48-49; 1 Tim. 4:13).

Então, há benefícios únicos de cantar com a igreja reunida no domingo de manhã? Absolutamente.

Vantagens de adorar junto com sua igreja local

1. Formação – O culto congregacional é formativo. Com o tempo, você pode moldar a visão das pessoas de Deus, de si mesmas e do mundo através de uma liturgia intencional. Além disso, Deus constrói igrejas locais para que ele possa habitar nelas pelo seu Espírito (Efésios 2:22).
2. Treinamento – As igrejas locais oferecem a oportunidade de discipular músicos mais jovens, tanto em habilidades como em atitudes.
3. Exemplo – As pessoas conseguem ver os líderes fora do domingo de manhã, e os líderes conseguem modelar a adoração como um estilo de vida, não apenas como uma canção (Rm 12: 1-2; Hb 13: 15-16).
4. Envolvimento – Com o tempo, você pode levar as pessoas a se envolverem de uma maneira significativa com letras orientadas pelo evangelho e instruções bíblicas.
5. Pastoreio – Você pode liderar as pessoas exercendo a função pastoral semana a semana, mês a mês e ano a ano, porque você realmente sabe o que está acontecendo em suas vidas.
6. Santificação – A preparação e o planejamento semanal têm um efeito santificador em nós. Isso nos força a orar, pensar sobre nossas vidas e considerar nossos caminhos.
7. Comunidade – A igreja local nos permite conhecer os outros e sermos conhecidos por eles. Isso cultiva uma humildade que vem de ver Deus trabalhar através de vasos de barro (2 Coríntios 4: 7).

Não negligenciam se reunir

Não há dúvida de que a adoração atravês da música e fora das manhãs de domingo é benéfica. O povo de Deus cantando juntos em qualquer contexto tem sido uma marca de reavivamentos ao longo da história e pode fortalecer nossa fé de várias maneiras.

Mas adorar a Deus atravês da música em diferentes eventos nunca substituirá o tempo de adoração com a sua congregação domingo após domingo. Essa continua sendo uma alegria e uma oportunidade indescritivas. Com o termino da conferência do T4G, isso se tornou mais evidente. Vimos que apaixonadamente adorar a Deus juntos é algo que Deus quer que façamos não apenas em eventos ou conferências, mas em nossas igrejas locais.

Se você faz parte do planejamento ou da liderança dessas reuniões, oro para que Deus lhe dê uma fé renovada pelo que ele lhe chamou a fazer e como fazê-lo.

E se você faz parte de uma igreja sendo liderada por outras pessoas, não se esqueça de agradecer a seus líderes por todos os sacrifícios que eles fazem para servir vocês!

Texto escrito por: Bob Kauflin

Tradução livre de Rodrigo DSilva

Fonte: Worship matters

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s